LUCIO DALLA

LUCIO DALLA

Lucio Dalla nasceu em Bologna em 04 de março de 1943. Começou a tocar desde pequeno. Seu primeiro instrumento foi o acordeon. Aos quatorze anos começou também a tocar clarineta e em seguida estudou várias formações do jazz. Sua estréia oficial na música foi em 1964, com a ajuda de Gino Paoli, tendo um estilo inspirado em James Brown, Ray Charles e Otis Redding.

Lucio Dalla começou a ter grande destaque com as canções “4/3/1943” e “Gesù Bambino”. Logo, aparecem os sucessos “Piazza Grande”, Il Gigante e la Bambina” e “Itaca”. De 1974 a 1977, Dalla mudou de rota e inaugurou um tipo de espetáculo que envolveu o concerto e o teatro militante e abriu uma colaboração artística com o poeta bolognhese Roberto Roversi. O resultado dessa colaboração foi três álbuns históricos: “Il giorno aveva cinque teste”, “Anidride solforosa”, “Automobili” e outros espetáculos populares de grande sucesso.

Em 1977 com o álbum “Come è profondo il mare”, Lucio Dalla inaugurou a estação “cantautorale” e iniciou também como autor das próprias canções. Para Lucio Dalla existiu um período de anos com popularidade e recordes em vendas nos anos 1979 – 1981 através do inesquecível tour “Banana Republic”, com o colega Francesco De Gregori (com o homônimo “live”). Seguiu com o disco “Bugie” de 1985 e a música “Caruso”; canção que foi premiada na interpretação do tenor Luciano Pavarotti, vendendo mais de oito milhões de cópias, tornando-se a canção italiana mais conhecida no exterior, depois de Volare.

Em 1990, Dalla lançou um sucesso absoluto, a canção “Attenti al Lupo”, lançando o album “Cambio”, que obteve o recorde de vendas na Itália com quase 1.400.000 cópias.

Em 5 de setembro de 1996, Lucio Dalla, lançou o cd “Canzoni”, com onze canções inéditas que falam sobre o amor à vida. A grande melodia do álbum “Canzoni”, é a energia da música “Domani”; uma declaração de amor romântica.

A música “Ayrton” foi dedicada aos últimos instantes da vida do piloto brasileiro Ayrton Senna, morto fatalmente em um acidente em maio de 1994.

Nos últimos anos lançou vários álbuns e fez concertos por vários países europeus. No ano de 2012 participou do famoso Festival de Sanremo, o mais popular prêmio da música popular italiana. Faleceu vítima de ataque cardíaco aos 68 anos na Suíça em 1º de março de 2012.

Discografia

Terra di Gaibola (1970)

Storie di casa mia (1971)

Il giorno aveva cinque teste (1973)

Anidride solforosa (1975)

Automobili (1976)

Come è profondo m mor (1977)

Lucio Dalla (1979)

Banana Republic (1979) com Francesco De Gregori

Dalla (1980)

Lucio Dalla (Q Disc) (1981)

Dalla 1983 (1983)

Viaggi organizzati (1984)

Bugie (1985)

DallAmeriCaruso (1986)

Dalla/Morandi (1988)

Cambio (1990)

Amen (1992)

Henna (1993)

Canzoni (1996)

Ciao (1999)

Live (2000, gravações de 1978)

Luna Matana (2001)

Lucio (2003)

12.000 lune [coletânea] (2006)

Il contrario di me (2007)

LucioDallaLive – La neve com m luna (2008)

Angoli nel cielo (2009)

Work in Progress – com Francesco De Gregori (2010)

Questo è moré (2011).

A biografia foi extraída do sítio da Rádio Italiana, e adaptada.

José Roberto Del Valle Gaspar

Em 04/03/2012

Anúncios

Sobre Del Valle
Um pensador social

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: